A genitália desnuda que quase derrubou um presidente

Nunca se sabe como pode acabar um governo em Pindorama! Muitas vezes um presidente nem toma posse: Rodrigues Alves e Tancredo Neves foram eleitos mas morreram antes de assumir! Afonso Pena, menos ousado, morreu durante o mandato. Enquanto Deodoro foi forçado a renunciar por medir forças com fazendeiros de café, Jânio Quadros alegou que forças ocultas o fizeram desistir do cargo. Outro que também renunciou foi Getúlio. Voltou ao poder nos braços do povo, mas saiu dele de forma dramática: se suicidou! Washington Luiz e João Goulart caíram motivados por golpes que se diziam revoluções. Collor sofreu um impeachment e a presidente Dilma outro.

O substituto do Collor , Itamar Franco, por muito pouco não deu motivo para acrescentamos a essa lista uma motivação inusitada: um presidente ser derrubado por uma genitália desnuda.

Nunca se sabe como pode acabar um governo em Pindorama! Muitas vezes um presidente nem toma posse: Rodrigues Alves e Tancredo Neves foram eleitos mas morreram antes de assumir! Afonso Pena, menos ousado, morreu durante o mandato. Enquanto Deodoro foi forçado a renunciar por medir forças com fazendeiros de café, Jânio Quadros alegou que forças ocultas o fizeram desistir cargo. Outro que também renunciou foi Getúlio. Voltou ao poder nos braços do povo, mas saiu dele de forma dramática: se suicidou! Washington Luiz e João Goulart caíram motivados por golpes que se diziam revoluções. Collor sofreu um impeachment e a presidente Dilma outro.

O substituto do Collor , Itamar Franco, por muito pouco não deu motivo para acrescentamos a essa lista uma motivação inusitada: um presidente ser derrubado por uma genitália desnuda.
No carnaval de 1994, Itamar veio assistir ao desfile das escolas de samba no Sambódromo do Rio de Janeiro. “O último presidente a ir a um desfile e a ficar ao lado do povo foi Hermes da Fonseca, que esteve num entrudo em 1913”, disse o presidente aos amigos.

Desimpedido, pois era divorciado, encantou-se por uma modelo cearense, que brilhava fantasiada de Princesa da Pérsia, num carro alegórico da escola de samba Viradouro. A única infanta com os peitos (96 centímetros) à mostra! Era Lilian Ramos.

A musa foi levada pelo deputado Valdemar de Costa Neto, líder do PL na câmara, para o camarote presidencial. Vestia apenas um camisão! No mais estava como viera ao mundo. Desavisado, Itamar deixou-se fotografar debaixo para cima ao lado da acompanhante, sem saber que a perspectiva do click exibia a genitália desnuda da consorte. A imagem correu o mundo. Infelizmente para ambos, as cenas do camarote provocaram inquietações nos quartéis.

Em recente publicação do terceiro volume dos Diários da Presidência o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, afirma que, por causa do episódio, ele foi procurado pelo general Romildo Canhin, então ministro da secretaria de Administração Federal. O general contou que os chefes militares se reuniram e queriam saber se FHC aceitaria continuar no Ministério da Fazenda, caso houvesse substituição do presidente da república. O ministro Cardoso contava com um imenso prestígio por ser o responsável pela elaboração do Plano Real .

Pela Constituição, o presidente da República é o comandante em chefe das forças armadas. E os ministros fardados avaliavam que , depois de posar em público ao lado de uma genitália sem camuflagem, esse preceito constitucional parecia revogado. Para eles a dignidade do cargo do presidente fora, por assim dizer, carnavalizada. Os ministros discutiram a sério a possibilidade de substituição do presidente.

A revista Veja(edição 2523) publicou em sequência a citação do ex-presidente: O general Canhin faleceu em 2006. Seu filho Marcelo Canhim diz que nunca ouviu do pai comentário sobre o assunto. ” Não estou desmentindo Fernando Henrique que era muito próximo de meu pai. O que posso assegurar é que meu pai saiu com muita admiração por Itamar.”
O ex-senador Pedro Simon também reagiu: — Nunca ouvi falar nisso. Fui líder do governo o tempo todo. Em que momento aconteceu isso? — questiona Simon.

A turbulência durou algumas semanas, mas foi esquecida quando, cinco meses depois, Itamar lançou o plano econômico, o Plano Real, o mais bem-sucedido plano de controle inflacionário da Nova República. O sucesso da implantação do Plano gerou uma controvertida disputa pela sua paternidade.
Fernando Henrique também publicou no seu diário que o Itamar tinha colocado obstáculos à implantação do Plano Real.

O ex-senador Pedro Simon nega que ele tenha colocado obstáculos à implantação do Plano Real, como FH dá a entender no livro. O tucano era ministro da Fazenda, na época.

— Da onde ele tirou isso? Onde tem uma palavra do Itamar contra o Plano Real? O Fernando Henrique é um brilhante sociólogo e nunca foi economista. Teve o mérito de coordenar os economistas. Daí dizer que o Itamar não conhecia o plano, que não leu, é querer desmerecer. Foi o Itamar que determinou que as coisas acontecessem — diz o ex-senador.

O Presidente de Juiz de Fora terminou seu mandato com grande índice de popularidade. Elegeu seu sucessor, o então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso (1994). Morreu, aos 81 anos, vítima de um AVC, em 2011. Lilian Ramos vive há vinte anos na Itália. Hoje, diz que o traje (ou a falta dele) “foi um acidente” e reclama de ter sido “julgada sem ter tido direito a defesa”. Participa de programas de auditório e gravou um CD com baladas românticas.

Comentários

Comentários

Visitado 205 Times, 2 Vistas hoje

Post Relacionados