Elsa Martinelli, a mulher mais estilosa do mundo, nos anos 1960

Nascida em 1935, em Grosseto, na Toscana, sétima filha de uma família de oito filhos, a bela atriz era modelo antes que o ator americano Kirk Douglas a visse em uma fotografia na revista “Life” e a contratasse para seu western “A Um Passo da Morte”, de 1955.

Reconhecida por sua beleza e talento, espécie de Audrey Hepburn italiana, foi considerada por Vittorio De Sica a “mulher mais estilosa do mundo ” nos anos 1960.

Em 1957, casou-se com o milionário conde Franco Mancinelli, com quem teve uma filha, antes de se divorciar e se casar com o fotógrafo/repórter Willy Rizzo.

Em 1962 esteve no Rio de janeiro em companhia do conde. Ao retornar no carnaval de 1964 veio acompanhada do então namorido Willy Rizzo.

A revista Fatos e Fotos afirmava: “Ambos gostam de viajar, detestam a artificialidade dos estúdios e os ambientes sofisticados de Roma e Paris. Por isso escolheram o carnaval do Rio como palco de sua lua de mel.”

Contrariando o modelo das voluptuosas mamas italianas, a esguia e elegante Martinelli antecipava um estética que se tornaria padrão somente algumas décadas mais tarde.

Como se não fosse suficiente o glamour da “Hepburn” italiana marcaram presença no carnaval carioca em 1964: Françoise Dorléac, irmã de Catherine Deneuve e Brigitte Bardot acompanhada do namorado marroquino-brasileiro Bob Zagury.

Martinelli divide a foto publicada na postagem com um ícone da beleza local a miss Brasil 1958, Adalgisa Colombo. No Miss Universo, realizado em Long Beach, ficou em segundo lugar

Elsa morreu em Roma em 8 de julho de 2017, aos 82 anos.

Comentários

Comentários