Chacrinha, Wanderléa e Nanato

No carnaval de 2018 a Grande Rio fez uma grande homenagem a Chacrinha, que completaria 100 anos em 2017 se estivesse vivo.

Iniciei a busca por um registro fotográfico do comunicador em algum evento carnavalesco para ilustrar a postagem. A ideia era descrever o périplo vivido pela agremiação de Caxias durante e depois do desfile na Sapucaí.

A única imagem que encontrei foi a presença do “velho guerreiro” na coroação da cantora Wanderléa como Rainha da TV, no ano de 1972. Ao lado da tenurinha, seu então marido, Zé Renato, filho do apresentador.

A ‘Ternurinha’ já namorava Nanato há dois anos, quando, aos seus 21 anos de idade, em 1971,o rapaz sofreu um acidente na piscina e ficou tetraplégico. Depois disso, ambos continuaram juntos por mais sete anos.

O filho de Chacrinha ficou preso em uma cama durante 40 anos e morreu em 2014, aos 63 anos, após não resistir às consequências de uma infecção intestinal e ter uma parada cardíaca.

Chacrinha faleceu no dia 30 de junho de 1988 às 23h30, de infarto do miocárdio e insuficiência respiratória (tinha câncer no pulmão) aos 70 anos.

A foto registra um momento de carinho sincero. Adiei minha proposta de descrever os contratempos vividos pela tricolor da baixada, fica para um próximo post.

Comentários

Comentários