Luís XV, Bornay e o súdito

Revivendo carnavais antigos, a Mocidade Independente desfilou o enredo Rio de Zé Pereira. Resgatando os carnavais cariocas de 1880 (quando houve o último baile de máscaras do teatro São Pedro ) a 1914, a escola mostrou o entrudo, os ranchos, pierrôs, arlequins e colombinas. Damas, nobres e príncipes também não faltaram, revivendo bailes de máscaras. […]

Por onde anda Gigi?

Sob chuva fina num domingo de carnaval em 1973, defendiam com garra a permanência de sua agremiação no primeiro Grupo das escolas de samba do Rio de Janeiro, dentre muitas agremiações os componentes da Em Cima da Hora. Passistas, ritmistas  e Gigi. Baseado nos romances em versos cantados no Nordeste, o maior destaque da escola […]

Alegria Transbordante

`Alô, alô, Taí Carmem Miranda`, foi o enredo preparado pelo carnavalesco Fernando Pinto para a Império Serrano, em 1972. Com oito quadros, sendo o mais luxuoso o que representava o antigo Cassino da Urca,a Império foi a primeira escola a homenagear a cantora.Marília Pêra levou todo o elenco da peça A Pequena Notável para o […]